M-Commerce: App ou site responsivo?

escrito por Sara Silva, Tuesday, June 18th, 2013 12:11 pm  Sem comentários  Deixe seu comentário

Segundo a Pyramid Research, em 2011, a América Latina era responsável por 22% dos acessos móveis à internet, e 96% dos internautas da região acessavam alguma rede social via conexão mobile.
Ainda segundo o estudo,  em 2015, a América Latina deve somar 116,8 milhões de usuários de dispositivos móveis, e em 2016, as vendas de smartphones devem crescer cerca de 45%.

Por causa desse crescimento, o m-commerce (e-commerce em dispositivos móveis) também terá sua participação alavancada nos rendimentos. O m-commerce deixará de ser apenas o futuro e se tornará o presente.
Segundo uma pesquisa da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net), as compras em sites de e-commerce no Brasil realizadas através do uso de tablets e/ou smartphones praticamente dobraram em 2012, em comparação a 2011, e já representam 10% do total do varejo online no país.
Além disso, as compras realizadas por iPads representaram 51% do total do m-commerce. Compras via iPhone representaram 20% e outros equipamentos responderam pelos 29% restantes. A Camara-e.net ainda projeta que o m-commerce deve movimentar R$ 2 bilhões em 2013.
Com todos esses dados, sabemos que a mobilidade se tornou essencial em qualquer tipo de e-commerce. Legal, mas e agora? Devo fazer um app ou meu site responsivo?
Desenvolver um app não é sempre a melhor solução, geralmente custa caro e o retorno não é tão grande quanto se espera.
Se sua estratégia é de criar algum tipo de interatividade maior com o usuário, aí sim vale a pena criar um app. Caso contrário, e você queira apenas montar a sua loja nos padrões mobile vale muito a pena montar um site responsivo (que se adapte ao dispositivo móvel).
É um universo de possibilidades como acessibilidade, flexibilidade, conteúdo multimídia, e muito mais coisa, além de agilidade e praticidade na palma das mãos dos consumidores.
São todos esses fatores que garantem que o mobile commerce, se fixe não só como realidade, mas como um caminho a ser seguido por todas as empresas do ramo. Se você não tem um m-commerce, já passou da hora de repensar sua estratégia.

Categorias:

Artigos, Negócios, Tecnologia

Relacionados:

Submarino.com.br

Deixe sua opinião:

Submarino.com.br

Explore o E-commerce Brasil