Fnac em 2008

escrito por Thiago, Wednesday, March 5th, 2008 8:03 am  Sem comentários  Deixe seu comentário

Na rede de livrarias francesa Fnac, as vendas eletrônicas brasileiras já superaram as feitas pela rede na Itália, Suíça, Portugal, Bélgica e Portugal, somadas.

Segundo a pesquisa da Ibope/NetRatings, divulgada recentemente, no período de um ano, o Brasil ganhou 7,1 milhões de novos usuários ativos mensais de Internet em domicílios, o maior crescimento entre os dez países analisados pelo estudo, superando novos internautas nos Estados Unidos e na França; logo, esse mercado deve vivenciar um boom nos próximos anos. Em 2007, o setor movimentou R$ 13 bilhões no País, segundo especialistas.

De acordo com o diretor da Fnac.com, Jérôme Pays, as vendas do e-commerce cresceram 150% no ano passado, enquanto o crescimento total da rede foi 30%. “É o canal que mais cresce; o mercado é muito dinâmico e só deve ampliar com a inclusão digital e um número cada vez maior de pessoas com acesso à banda larga”, diz ele. O executivo afirma que o Brasil é o País em que as vendas mais crescem e onde a rede francesa mais investirá. “O Brasil possui um mercado maduro e a Fnac está investindo pesadamente nesse canal nos últimos anos, ganhando maior participação”, declarou, sem abrir valores.

O e-commerce ainda oferece à rede uma cobertura geográfica maior, pois pode atingir consumidores com alto poder aquisitivo em todo o Brasil. O diretor destaca que a rede é a maior vendedora da marca Apple no Brasil, por exemplo, mas que, apesar de reconhecida, a marca de computadores não pode ser encontrada em todo o País. Já com a Internet, a comercialização desses produtos é democratizada. Hoje, a Fnac possui sete lojas, entre São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba, e deve abrir outras em Porto Alegre (RS), ainda este ano.

Categorias:

Futuro, Negócios

Relacionados:

Submarino.com.br

Deixe sua opinião:

Submarino.com.br

Explore o E-commerce Brasil