Além dos Correios, confira outras opções de entrega para o e-commerce

escrito por Sara Silva, Thursday, August 25th, 2016 4:36 pm  Sem comentários  Deixe seu comentário

Apesar de ser a mais popular e, muitas vezes, a forma mais fácil e prática, a entrega pelos Correios está longe de ser a única alternativa de fazer os produtos comprados no e-commerce chegarem aos clientes. As lojas virtuais têm investido em outros métodos, que se mostram mais baratos, rápidos e até mesmo mais satisfatórios, como a retirada do produto na loja, entrega por motoboy, carro próprio, transportadoras, além dos Correios.

Para Armando Leite Júnior, CEO e sócio da Trezo, é preciso, primeiramente, analisar os tipos de produtos comercializados pela loja virtual, bem como os locais de entrega, para verificar o que é mais viável para a loja. “Assim já é possível iniciar um planejamento das opções de entrega dos produtos. A partir disso, é preciso incluir os custos para cada modalidade e fazer uma análise de qual a melhor forma”, resume o especialista em e-commerce.

A retirada dos produtos nas lojas físicas ou fábricas tem sido uma opção viável aos empresários e bem aceita pelos consumidores. Entre as justificativas apontadas é que nem sempre o consumidor está em casa para receber o produto ou tem a opção de direcionar a entrega para o local de trabalho.

Outra opção é a entrega com veículo próprio, seja carro ou moto. Essa modalidade oferece mais agilidade e comodidade ao consumidor, que recebe o produto antes e até mesmo no horário previamente combinado. De acordo com Armando, algumas empresas, especialmente devido ao tamanho ou tipo do produto, têm optado por fazer a entrega com carro, no lugar da motocicleta. “Muitas vezes o custo dos Correios é mais alto que a entrega própria, quando o destino é próximo ao depósito ou centro de distribuição”, explica o CEO.

Armando destaca que tanto a retirada dos produtos em lojas ou fábricas, como a entrega com veículo próprio estão diretamente relacionadas a localização das empresas e do cliente. “Essas opções tem sido usadas quando loja e consumidor estão próximos, em geral na mesma cidade ou região”, afirma. Entre as vantagens para esses dois casos, as principais são a redução de custos, agilidade e comodidade, tanto para quem vende, como para quem compra.

Outra possibilidade são as transportadoras. Segundo Armando, elas podem se tornar mais viáveis em relação ao custo e são indicadas no caso de mercadorias que não podem ser entregues pelos Correios, devido ao tamanho, peso e até mesmo o tipo de produto, como substâncias corrosivas nocivas ou facilmente inflamáveis. Para ter acesso à lista completa de proibições e restrições clique aqui. Armando lembra ainda que, caso a opção escolhida seja a transportadora, é importante ficar atento as regiões atendidas e aos preços praticados.

Para finalizar, o CEO afirma que não existe uma fórmula quando se trata da entrega dos produtos. Ele destaca que cada loja virtual deve levar em conta os produtos comercializados, regiões e prazos de entrega, além do custo, porém o mais importante neste caso é o cliente final receber o produto dentro do prazo estipulado, ficando assim satisfeito com a sua compra.

Categorias:

Artigos, Negócios

Relacionados:

Submarino.com.br

Deixe sua opinião:

Submarino.com.br

Explore o E-commerce Brasil