E-mail marketing: como utilizar a base de um parceiro?

escrito por mercado, Saturday, November 6th, 2010 7:49 am  Sem comentários  Deixe seu comentário

A arte de se comunicar é um dos instrumentos mais valiosos no dia a
dia. E sabemos que a base de dados é um dos maiores ativos de uma
empresa e que, sem ela, os resultados de nossa comunicação seriam
inexistentes, sejam em ações de prospecção ou de relacionamento.

O relacionamento é uma peça fundamental em meio a tanta competitividade
no mundo corporativo, sendo considerado fator chave para grandes
processos de mudanças entre parceiros. O poder de relacionar-se com companhias que possam complementar e, muitas vezes, ser até a base fundamental para maior vantagem competitiva e crescimento, definitivamente deve ser utilizado no cotidiano empresarial.

O assunto vem ganhando tanta atenção que hoje é pautado não apenas nas relações interpessoais, mas inserido em tecnologias que permitem automatizar ações de complementaridade entre as partes.

Nesse contexto, vamos abordar a prática dessas relações e parcerias no mundo online, mais especificamente tratando sobre o co-registration como possibilidade de utilizar a base de dados de uma empresa parceira de forma legal e transparente.

Imagine a seguinte situação: uma pessoa se cadastra em um site para receber informações sobre construção civil, pois ela tem o objetivo de construir ou reformar sua casa. Ao se cadastrar, ela tem a possibilidade de também receber e-mails com promoções e com lançamentos sobre acabamentos, enviados por empresas parceiras. Essa pessoa, logicamente, aceita, pois precisará adquirir produtos deste setor. O que acabou de acontecer com ela? Participou de um processo de co-registration.

O co-registration permite que informações sobre bases de destinatários sejam compartilhadas estruturadamente. Ou seja, esse processo só é permitido se o destinatário estiver ciente de que receberá e-mails de outras empresas, além da inicial para a qual se cadastrou.

Compartilhar dados confidenciais não significa, simplesmente, enviar aos parceiros de negócio a base dos contatos cadastrados que optaram por receber informações relacionadas aos seus interesses. Nem sair disparando campanhas de e-mail marketing de parceiros para a base inteira, sem nenhuma análise. É preciso esforço para filtrar os conteúdos da empresa parceira, aceitando apenas o que for relevante para a base. E, para saber se os conteúdos oferecidos serão relevantes ou não, é preciso estudar muito bem o perfil comportamental dos destinatários segmentados. As informações que os
parceiros enviam devem…

Leia na íntegra em iMasters – Seção: ecommerce

Categorias:

Marketing, wb4b

Relacionados:

Submarino.com.br

Deixe sua opinião:

Submarino.com.br

Explore o E-commerce Brasil