Anuncios na Internet?

escrito por Sara Silva, Tuesday, June 28th, 2016 10:53 am  Sem comentários  Deixe seu comentário

Esta matéria será um pouco maior do que o usual pois a ideia é identificar as opções que temos de marketing na internet para em seguida apresentar detalhadamente os elementos em matérias separadas. A ideia é explicar como funcionam os anúncios na internet para pilotos de primeira viagem.

Lembrete: Se você não acompanha o site e se interesse por este assunto recomendo que passe a seguir pois iremos estar postando várias matérias sobre o assunto e atualizando esta página sempre que tivermos uma matéria nova sobre o assunto, sendo assim, bookmark nela!

Anúncios com e sem imagem!
Gostaria de começar apontando o fato de que se você não for especialista em marketing, publicidade ou propaganda você não necessariamente precisa se preocupar com uma imagem para anunciar pois existem anúncios com imagem e anúncios sem imagem alguma, de maneira que você pode começar anunciando já sem mesmo ter um material mais elaborado para tanto e ir moldando de acordo com o seu aprendizado (como, acredito eu, a grande maioria faz). Existem também mecanismos como os comparadores de busca que fazem uso da imagem de um comércio eletrônico para gerar o anuncio. A mensagem que você irá passar deve sempre ser considerada, contenha ela ou não uma imagem, mas a imagem não necessariamente deve ser um ponto impeditivo, mais uma vez “PARA OS INICIANTES” a imagem não deve ser o principal motivo para não iniciar os anúncios.

Links Patrocinados
Um elemento simples de lembrar é justamente o links patrocinados, que são aqueles que você paga. Assim como na vida real na internet temos vários meios de divulgar sem gastar dinheiro, ok, nada é de graça, mas podemos gastar pouco ou gastar tempo sem a demanda de investimento de dinheiro efetivamente dito. Uma das formas é melhorando o SEO (que vamos explicar mais detalhadamente em outro artigo), mas um link patrocinado é aquele que você efetivamente efetua um pagamento para alguém que irá divulgar seu link, seu site.

Os tipos
Nos dias de hoje temos várias opções para anunciar na internet, parei um pouco e classifiquei os tipos que me lembrei. Se você observar algum que faltou, mesmo que você não tenha certeza se ele se enquadraria em algum tipo, por favor, não deixe de comentar! Aqui a ideia é só apresentar os tipos e o que são, em seguida iremos fazer mais matérias detalhando cada um dos elementos, que são:

  • Mecanismos de Buscas: Hoje em dia este é uma porta de entrada para muitos na internet, são sites como o google.com, o yahoo.com e o bing.com (dentre vários outros bem menos conhecidos), são locais onde você pode cadastrar e divulgar seu site sem dificuldade, porem a manutenção dele é um pouco mais elaborada do que muitos pensam e alguns como o Google tem toda uma gama de ferramentas para melhoras os resultados de sua pesquisa, ferramentas estas que iremos explorar em seguida.
  • Comparadores de Preços: Aqui no Brasil temos algumas poucas opções, basicamente temos o buscape.com.br e o zoom.com.br (O bondfaro.com.br – outra opção – também é uma empresa do Buscapé, por isto considero ambos como um, apesar de serem diferentes), eles são sites que capturam informações de produtos de várias empresas e flexibilizam ao consumidor a comparação de preços por meio de alguma ferramenta própria. Aqui você paga para ser apresentado por primeiro.
  • Rede de Anúncios: É uma técnica construída pelos mecanismos de busca para possibilitar com que, assim como nos mecanismos de comparação de preço, você seja apresentado em primeiro lugar, independente de qual posição você está presente no resultado da busca. Exemplos: Google AdWords, Yahoo Advertising e o Bing Ads
  • Redes Sociais: Aqui fica fácil pois boa parte do povo nos dias de hoje já ouviu também falar do Facebook. Pois bem, ele, o twitter e a grande maioria deles tem várias formas de divulgação, cada um tem seu jeito, você só precisa avaliar se seu publico está nele para então trabalhar a publicidade.
  • Shoppings Virtuais: Diferentes dos comparadores de presços os shoppings virtuais simplesmente permitem a busca dos produtos e direcionam o consumidor a loja diretamente na página do produto desejado. Em sua grande maioria eles não fazem uma comparação elaborada do preço do produto entre as lojas, simplesmente apresentam o resultado e disponibilizam o link para o consumidor fazer a escolha. Exemplos comuns são o shopping.uol.com.br, o shopfacil.com.br e o google.com.br/shopping
  • Marketplaces: As grandes lojas, como a americanas.com.br e a dafiti.com.br são exemplos, elas vendem produtos próprios e aproveitaram da grande quantidade de visitantes que possuem para vender o produto dos outros também;
  • Sites de Leilão: Similar aos marketplaces os sites de leilão são uma opção para divulgar produtos mais populares, a diferença é que nestes sites existem muitos produtos usados sendo vendidos e o próprio site não possui produtos próprios para venda, ele é apenas uma plataforma para venda do produtos dos demais. Exemplos: mercadolivre.com.br e enjoei.com.br

Menções Honrosas: ebit.com.br e reclameaqui.com.br são outras ferramentas que não exatamente são consideradas como ferramentas de publicidade e propaganda mas também servem para divulgar. O e-bit roda uma pesquisa constante para indicar qual é a melhor loja enquanto o ReclameAQUI é uma ferramenta disponibilizada pelo Procon do estado de São Paulo para que os consumidores divulguem seus problemas, porem em ambos os locais é possível trabalhar e divulgar a marca da empresa. Quanto ao e-bit você não é obrigado a participar, já o ReclameAQUI você não terá como fugir se fiz um mal trabalho, por isto recomendo fazer um bom trabalho evitando comentários ruins e abraçar o inimigo como forte aliado indicando que você é uma otima opção de compra para seus consumidores.

Esta matéria será um pouco maior do que o usuál pois a ideia é identificar as opções que temos de marketing na internet para em seguida apresentar detalhadamente os elementos em matérias separadas. A ideia é explicar como fucnioam os anuncios na internet para pilotos de primeira viágem.

Lembrete: Se você não acompanha o site e se interesse por este assunto recomendo que passe a seguir pois iremos estar postando várias matérias sobre o assunto e atualizando esta página sempre que tivermos uma matéria nova sobre o assunto, sendo assim, bookmark nela!

Anuncios com e sem imagem!

Gostaria de começar apontando o fato de que se você não for especialista em marketing, publicidade ou propaganda você não necessáriamente precisa se preocupar com uma imagem para anunciar pois existem anuncios com imagem e anuncios sem imagem alguma, de maneira que você pode começar anunciando já sem mesmo ter um material mais elaborado para tanto e ir moldando de acordo com o seu aprendizado (como, acredito eu, a grande maioria faz). Existem também mecanísmos como os comparadores de busca que fazem uso da imagem de um comércio eletrônico para gerar o anuncio. Amensagem que você irá passar deve sempre ser considerada, contenha ela ou não uma imagem, mas a imagem não necessáriamente deve ser um ponto impeditivo, mais uma vez “PARA OS INICIANTES” a imagem não deve ser o principal motivo para não iniciar os anuncios.

Links Patrocinados

Um elemento simples de lembrar é justamente o links patrocinados, que são aqueles que você paga. Assim como na vida real na internet temos vários meios de divulgar sem gastar dinheiro, ok, nada é de graça, mas podemos gastar pouco ou gastar tempo sem a demanda de investimento de dinheiro efetivamente dito. Uma das formas é melhorando o SEO (que vamos explicar mais detalhadamente em outro artigo), mas um link patrocidado é aquele que você efetivamente efetua um pagamento para alguém que irá divulgar seu link, seu site.

Os tipos

Nos dias de hoje temos várias opções para anunciar na internet, parei um pouco e classifiquei os tipos que me lembrei. Se você observar algum que faltou, mesmo que você não tenha certeza se ele se enquadraria em algum tipo, por favor, não deixe de comentar! Aqui a ideia é só apresentar os tipos e o que são, em seguida iremos fazer mais matérias detalhando cada um dos elementos, que são:

  • Mecanismos de Buscas: Hoje em dia este é uma porta de entrada para muitos na internet, são sites como o google.com, o yahoo.com e o bing.com (dentre vários outros bem menos conhecidos), são locais onde você pode cadastrar e divulgar seu site sem dificuldade, porem a manutenção dele é um pouco mais elaborada do que muitos pensam e alguns como o Google tem toda uma gama de ferramentas para melhoras os resultados de sua pesquisa, ferramentas estas que iremos explorar em seguida.

  • Comparadores de Preços: Aqui no Brasil temos algumas poucas opções, básicamente temos o buscape.com.br e o zoom.com.br (O bondfaro.com.br – outra opção – também é uma empresa do Buscapé, por isto considero ambos como um, apesar de serem diferentes), eles são sites que capturam informações de produtos de várias empresas e flexibilizam ao consumidor a comparação de preços por meio de alguma ferramenta própria. Aqui você paga para ser apresentado por primeiro.

  • Rede de Anúncios: É uma técnica construída pelos mecanismos de busca para possibilitar com que, assim como nos mecanismos de compração de preço, você seja apresentado em primeiro lugar, independente de qual posição você está presente no resultado da busca.

  • Redes Sociais: Aqui fica fácil pois boa parte do povo nos dias de hoje já ouviu também falar do Facebook. Pois bem, ele, o twitter e a grande maioria deles tem várias formas de divulgação, cada um tem seu jeito, você só precisa avaliar se seu publico está nele para então trabalhar a publicidade.

  • Shoppings Virtuais: Diferentes dos comparadores de presços os shoppings virtuais simplesmente permitem a busca dos produtos e direcionam o consumidor a loja diretamente na página do produto desejado. Em sua grande maioria eles não fazem uma comparação elaborada do preço do produto entre as lojas, simplesmente apresentam o resultado e disponibilizam o link para o consumidor fazer a escolha. Exemplos comuns são o shopping.uol.com.br, o shopfacil.com.br e o google.com.br/shopping

  • Marketplaces: As grandes lojas, como a americanas.com.br e a dafiti.com.br são exemplos, elas vendem produtos próprios e aproveitaram da grande quantidade de visitantes que possuem para vender o produto dos outros também;

  • Sites de Leilão: Similar aos marketplaces os sites de leilão são uma opção para divulgar produtos mais populares, a diferença é que nestes sites existem muitos produtos usados sendo vendidos e o próprio site não possui produtos próprios para venda, ele é apenas uma plataforma para venda do produtos dos demais. Exemplos: mercadolivre.com.br e enjoei.com.br

  • Mensões Onrrosas: ebit.com.br e reclameaqui.com.br são outras ferramentas que não exatamente são consideradas como ferramentas de publicidade e propaganda mas também servem para divulgar. O e-bit roda uma pesquisa constante para indicar qual é a melhor loja enquanto o ReclameAQUI é uma ferramenta disponibilizada pelo Procon do estado de São Paulo para que os consumidores divulguem seus problemas, porem em ambos os locais é possível trabalhar e divulgar a marca da empresa. Quanto ao e-bit você não é obrigado a participar, já o ReclameAQUI você não terá como fugir se fiz um mal trabalho, por isto recomendo fazer um bom trabalho evitando comentários ruins e abraçar o inimigo como forte aliado indicando que você é uma otima opção de compra para seus consumidores.

Categorias:

Artigos, Marketing

Relacionados:

Submarino.com.br

Deixe sua opinião:

Submarino.com.br

Explore o E-commerce Brasil